CONSUMO CONSCIENTE

EMPRESAS APOSTAM NA CRIATIVIDADE SUSTENTÁVEL

CONHEÇA AS ALTERNATIVAS CRIADAS POR 3 MARCAS


Helen Almeida | Nov 28, 2019

Pensando no impacto ambiental, o estado de São Paulo proibiu o uso de canudos plásticos em estabelecimentos. Se por um lado pode ter havido resistência por parte dos donos de alguns deles, outros, por sua vez, não só aceitaram a nova lei, como foram além e desenvolveram formas criativas para evitar o uso do plástico.

Listamos três empresas que tiveram ideias criativas para diminuir o impacto ambiental.

CANUDO DE MACARRÃO

Em um primeiro momento pode parecer estranho, mas é uma alternativa interessante. Clayton Azevedo, bartender do Bar Desembargador (SP) teve a ideia de utilizar um macarrão grano duro italiano - a marca escolhida por ele foi a Divella - Ziti 2). 

O macarrão usado é largo e furado ao meio, lembrando um canudo tradicional. De acordo com o bartender, o canudo não dissolve (pode ser usado até o último gole) e não interfere no sabor de nenhum drink. Depois de ser utilizado, o canudo é descartado no lixo orgânico. 

A ideia agradou tanto que o restaurante Des Cucina, da mesma rede do Bar Desembargador, que também passou a utilizar o macarrão para servir seus drinks e coquetéis. 

PAZINHAS DE SORVETE COMPOSTÁVEIS

A gelateria paulistana Davvero Gelato foi além e encontrou uma solução sustentável também para as pazinhas de sorvete. Produzidas de materiais vegetais ricos em amido (beterraba, milho e mandioca), as pazinhas são  e 100% biodegradáveis.

Elas são ricas em nutrientes que são liberados no solo e o material tem uma desintegração mais rápida que a de outros plásticos convencionais e ainda, não causam eco-toxidade e decompõem-se com a água.

“Acreditamos que se preocupar em reduzir o uso de plástico é ter uma melhora na qualidade de vida mundial, produzindo menos danos ao ambiente. Por isso fomos atrás de uma opção mais ecológica para as pazinhas, que são essenciais ao servir o nosso sorvete”, ressalta Suelen Ferrari, uma das sócias da marca.

EMBALAGEM BIODEGRADÁVEL EM ÁGUA QUENTE 

A marca de roupas Lez a Lez, do grupo Lunelli, adotou uma embalagem biodegradável para a maior parte dos seus produtos. A adesão está ocorrendo de forma gradativa e a marca já está comprometida a usar esse plástico para embalar todos os seus produtos em pouco tempo. 

O grupo Luelli foi o primeiro no Brasil a usar essa tecnologia. As embalagens são feitas de álcool polivinílico e são solúveis em água quente e compostáveis. Com isso, o processo de decomposição da matéria plástica se torna muito mais rápido e eficiente, reduzindo impactos ambientais.