proteína vegetal

ERVILHA TEM PROTEÍNA DE ALTA QUALIDADE

Estudo confirma que a leguminosa atende inteiramente as necessidades proteicas do nosso organismo


camila freire | Feb 25, 2022

Talvez a ervilha entre no seu prato esporadicamente, o que é uma pena – a leguminosa, assim como a lentilha e o grão-de-bico, definitivamente garante proteína de boa qualidade. Significa que o nutriente construtor de músculos vindo da ervilha é muito bem aproveitado pelo organismo, suprindo as nossas necessidades proteicas, segundo um estudo da fabricante de alimentos à base de plantas Roquette em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisa em Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente da França. 

Os pesquisadores franceses utilizaram o método DIAAS (Pontuação de Aminoácidos Indispensáveis ​​Digestíveis), recomendado pela FAO (Food and Agriculture Organization das Nações Unidas), para analisar a proteína vegetal. Resultado: a proteína da ervilha é de fácil digestibilidade e tem uma boa composição de aminoácidos – dois fatores fundamentais para o nutriente ser considerado de boa qualidade.

Qualidades extras  

Como se não bastasse, a leguminosa tem um teor de proteína bem acima dos demais grupos de vegetais, além de entregar uma quantidade equilibrada de carboidratos e fibras. “A ervilha é um excelente alimento”, afirma a nutricionista Marcela Worcemann, de São Paulo. Fresca ou seca, pode ser consumida cozida ou refogada, na forma de sopa, salada, burger ou no recheio de torta, panqueca, empadinha, pastel assado.

Suplementos à base de ervilha

Especialista em nutrição esportiva e vegana, Marcela considera a proteína de ervilha em pó uma das principais opções de suplemento vegetal para os músculos. “À base de proteína isolada e, consequentemente, com uma concentração maior do nutriente, indico o suplemento principalmente para praticantes de atividade física, já que eles apresentam uma maior demanda proteica”. O pó de proteína também pode ser usado como alternativa prática para veganos e vegetarianos complementarem a proteína no café da manhã, batido em shakes, bowls e cremes, de acordo com a nutricionista. Conclusão: a ervilha é boa de qualquer jeito. Coloque esse alimento com mais frequência no prato!